Psicologia da Dor

OP360ºHealth

Psicologia da Dor

A dor é um dos processos biológicos mais complexos e que maior limitação dá na vida diária. Nesta consulta de neuropsicologia damos principal importância aos casos de dor crónica e dor psicossomática, porque nem sempre a explicação da dor tem uma causa física.

Tradicionalmente as alterações emocionais associadas à dor são consideradas unicamente como consequência do impacto psicológico que a “lesão” provoca; no entanto estas alterações emocionais podem ser consequência direta da lesão de estruturas cerebrais ou alterações neurobioquímicas associadas – uma disfuncionalidade adquirida – devendo para tal ser alvo de intervenção terapêutica.

Sempre que existe uma perceção de dor para o paciente, esta é real, tem cariz incapacitante, provoca uma série de consequências diretas e indiretas nos seus contextos pessoal, familiar, profissional e social, e por si só deverá ser tratada como uma doença!

Na consulta de Psicologia da Dor, numa perspetiva de trabalho multidisciplinar e transversal, auxiliámos nas perturbações:

· Dor crónica – associada a uma causa anatómica ou fisiológica (doença degenerativa, doença prolongada, síndromes não específicas, etc.)

· Dor psicossomática – incluem-se neste grupo de sintomas, dores sem uma explicação física, dificuldades respiratórias, eczemas ou alergias da pele, infeções gerais, vómitos, tonturas, entre outras.